sábado, 22 de agosto de 2015

Melhor "Onze" Sub-19 da Europa em 2015/16

Com os principais campeonatos europeus ainda na fase inicial, convidámos António Valente Cardoso, autor do livro "Globall - do Foot-Ball ao Futebol" e responsável pelo excelente Observatório das Ligas Europeias de Futebol, a eleger o melhor "onze" sub-19 do futebol europeu para a temporada 2015/16.

Apenas foram escolhidos atletas que atuam nas equipas principais dos seus clubes e os portugueses (ou a jogar em Portugal) foram excluídos, não por falta de qualidade, mas para evitar comentários ou discussões entre fanáticos.


quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Wout Faes, o David Luiz da Bélgica



Basta um minuto a ver Wout Faes jogar e, de imediato, David Luiz vem à memória. As semelhanças abundam. Há permanentemente uma sensação de déjà vu, começando naturalmente no cabelo, e passando pela posição que ambos ocupam em campo. Ademais, um dos aspetos característicos do futebol de Faes é o gosto que este tem por sair a jogar em drible, arriscando e desequilibrando, tal como David Luiz.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Kingsley Coman, o menino querido da Velha Senhora


Em 2012, a Juventus anunciou a contratação, a custo-zero, de Paul Pogba, num negócio que se viria a revelar de um sucesso tremendo. Dois anos depois, nova contratação, a mesma fórmula. Kingsley Coman, elemento das camadas jovens do PSG (à semelhança de Pogba no Manchester United), viajou até Turim sem qualquer contrato e assinou com a Vecchia Signora. 

sábado, 8 de agosto de 2015

Fora dos Grandes: João Ferreira (SR Catujalense)


Um desafio interessante para quem procura por jovens com potencial passa por acompanhar não apenas os Campeonatos Nacionais como também as competições distritais de formação, nas quais se podem descortinar perspetivas de qualidade para voos mais elevados. Por vezes basta uma oportunidade.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Jesús Vallejo, maturidade fora do normal



Ainda com 18 anos, o central Jesús Vallejo deu-se a conhecer ao mundo do futebol na última temporada. Como júnior de primeiro ano, tornou-se capitão do histórico Real Zaragoza, hoje na Liga Adelante, e da seleção espanhola sub-19, que se sagrou campeã da Europa. 

"Próximo passo é ser uma referência do Paços de Ferreira"

Diogo Jota foi uma das grandes surpresas da Liga NOS na última temporada. Ainda como júnior, foi lançado por Paulo Fonseca na primeira equipa dos "castores" e não desapontou: quatro golos e quatro assistências, em doze jogos. Sem dúvida, uma lufada de ar fresco no futebol português. Conheça-o um pouco melhor através do Jovens Promessas.

Total de visualizações